Não é “teoria” da conspiração. Esta não é daquelas notícias falsas que se encontram em sites fantasiosos. É uma patente, pública e registrada (e aceita pelo sistema de patentes dos Estados Unidos) sob o número de registro contido no título deste post. Trata-se de um sistema para lavagem cerebral via televisão e outras mídias remotas. Duvida? Clique aqui e confira a íntegra da patente.

Segundo a patente, pulsos eletromagnéticos que ocorrem a cada 2 segundos (1/2 Hz) ou 2.4 vezes por segundo (2.4 Hz) são frequências de ressonância capazes de excitar o sistema nervoso humano de forma que o conteúdo transmitido com essa frequência não será esquecido. Pelo contrário, tornarse-à uma idéia fixa. A pessoa estará convencida daquilo que lhe foi pulsado nessas imagens ou mensagens rapidamente inseridas em meio a programas de TV, vídeos da Internet ou até mesmo GIFs animados que vemos toda hora nas redes sociais.

Em outras palavras, se em meio a uma transmissão de um programa de TV, forem inseridos quadros a cada 2 segundos, ou 2.4 vezes por segundo, mesmo que o telespectador não perceba esses quadros (pois a imagem da TV é gerada por mais de 10 quadros por segundo), o cérebro estará armazenando essas imagens e dados apresentados nesses quadros.

Isso é o que se denomina propaganda subliminar, e chegou a ser experimentado em cinemas. Apresentando-se imagens de um refrigerante muito popular no meio dos quadros de um filme, observou-se que as pessoas deixavam com maior frequência a sala de cinema para ir adquirir um copo do refrigerante.

A patente US 6506148 B2 é simplesmente um sistema que determina a frequência exata com que essa pulsação deve ocorrer.

A terminologia utilizada é “um sistema para manipular o sistema nervoso de um telespectador”. Não é teoria da conspiração ou invenção de quem busca desacreditar o sistema : você realmente está sendo manipulado pela TV. O nível de medo, stress e paranoia na sociedade atual não é meramente fruto do acaso. Ao compreender isso, as pessoas passarão a se libertar de muitos preconceitos que infelizmente tem se alastrado como uma peste por meio das redes sociais.

Imagem: Publicada via US Patent Office Registro US 6506148 B2. Direitos Autorais Copyright (C) Hendricus G. Loos

Imagem em Destaque