O Sul da Bahia, região onde surgiu o ritmo Zika em 2014 e que possui praias de extrema beleza, agora chega os noticiários com mais uma inovidade: peixes que deixam a urina preta.

O xixi obscuro é causado pela síndrome de Haff Maria que é transmitida pelos peixes Olho de Boi e Badejo, que deu origem ao novo sucesso da terceira pós ressaca de carnaval de março na Bahia, o ritmo Babejo Meu Boi.

Como não poderia deixar de ser a Rede Globo desejava fazer extensa cobertura da Ivett Sangalo, porém o evento não chegou a ocorrer e o ritmo do Boi ainda é desconhecido fora da Bahia, porém já é promessa para o quarto pré-carnaval mikareta de abril.

Robalo em Brasília e, claro, Pacu Manteiga

Consumidores de Brasília ficaram preocupados com o fato do Robalo ter causado a síndrome de Haff Maria no Amazonas. Segundo assessores de amigos de parlamentares consultados, o Robalo seria a especiaria predileta dos congresssistas.

“Cara, o Robalo corre solto nos almoços aqui no Congresso, não é possível que no Amazonas ele tenha causado problemas, podemos garantir que sobre esse assunto da urina preta o robalo é totalmente inocente”, afirma o chef Martin Lefkleuff, graduado faixa azul na cozinha mediterrânea.

No entanto os especialistas foram enfáticos: na Bahia não tem problema com Robalo, e Pacu Manteiga!

“O problema do Robalo é só em Brasília e no Amazonas, na Bahía o Robalo não dá problema e Pacu Manteiga”, afirmou o biólogo Lúcio Pfeiftzer.

— —

Foto: Wikimedia Commons

Imagem em Destaque