São Paulo – Os principais movimentos de rua do país ameaçaram voltar a protestar para pedir novamente a saída de Dilma Rousseff caso a Bolsa de Valores de São Paulo continue caindo.

A informação foi dada por um voluntário do Movimento Brasil Sssertinho que preferiu não se identificar:

“Véi a gente foi protestar pra bolsa subir. Se vai ficar essa lenga lenga aí vamos voltar às ruas. A idéia é moralizar o país pô. A bolsa tem que subir, assim não dá. Moralização já!”, afirmou.

Analistas da Proktol & Logisticals (P&L) afirmam que os bancos estrangeiros estão só dando um “susto no governo” despejando um pouco as ações para o governo da uma “ajudada” no mercado:

“É só um susto no governo, não é pra derrubar ele. Vamos manter o IBOV acima de 60 mil pro governo chegar a 2018”, afirma Rad Proktoman, presidente da P&L que administra R$ 1,56 mil em fundos.

Movimentos de rua garantem que se o IBOV ficar acima dos 60 mil, não haverão problemas para a gestão atual.

Movimentos de Rua prometem Pedir Fora Dilma de Novo

“Cara é só eles não avacalharem. INVESTIMOS muito nisso tudo. Senão já sabem, somos milhões de Renans e voltaremos às ruas para pedir pra Dilma sair.”, garante o voluntário do MBSss.

Perguntado se o slogan não seria “somos milhões de Cunhas”, o representante foi evasivo na resposta: “VTNC de vocês”, exclamou.

— —

Foto: Jose Cruz/ABrAgência Brasil

Imagem em Destaque