Um fato inusitado ocorreu durante um culto evangélico na cidade de Quarariquaquara, no interior de São Paulo. Diante da porta da igreja um pastor começou a latir incessantemente, até que foi atendido pelos demais fiéis.

“Cara ele latia demais, foi uma coisa assim que não dava pra descrever” afirmou Dóris Testtinais, imigrante grega que é frequentadora do culto há mais de 20 anos.

Segundo o jornal O Diário de QuaQuara o pastor só quietou após receber um pão de queijo de um fiel. Foi quando sentou-se na calçada e apenas passou a observar o movimento. Também foi-lhe trazida bastante água que ele preferiu tomar direto de um balde, o que também chamou a atenção dos transeúntes.

Os fiéis tentaram identificar o nome do pastor, porém era impossível ele falar e tampouco possúia qualquer colar ou algo que tornasse possível saber de onde veio. Ao fim do culto o pastor evangélico que conduzia o culto passou pelo pastor na calçada, tocou-lhe a cabeça brevemente, e despediu-se, sem mais ocorrências.

De acordo com Fritz Emburg, especialista na criação de pastores, essa é uma característica da raça mesmo e não há como mudar:

“O pastor em geral, especialmente os pastores belgas, são assim mesmo, começam a latir porque são muito sensíveis e só param quando sentem segurança”, explicou.

 

— —

Foto: Jeffrey Sharkey via Wikipedia

Imagem em Destaque