O mais recente a manifestar-se contra a Lava Jato é o ex-ministro e possível futuro ministro (com esse discurso aí, está dentro) Nelson Jobim.

Sugeriu que os juízes da Lava Jato estão querendo “se fazer” e que a operação é espetaculosa.

Semana passada foi o piti do Romero Jucá, chamando o STF de suruba.

Eis que a Globo está sumindo com tudo, conforme noticiamos hoje, o G1 simplesmente soterrou todas as más notícias contra o governo. Belo trabalho para manter o povo no pão e circo.

Só podemos concluir que a Lava Jato agora atingiu em cheio a cúpula do país. Todas as forças ocultas, irmandades, fraternidades imagináveis estão trabalhando contra a Lava Jato. Decretaram sigilo, naquilo que já devia ter sido divulgado há tempos, nomearam autoridades para postos específicos para atrasar e melar a Lava Jato. E por aí vai. Tudo que está ao alcance dos poderosos para destruir a operação, está sendo feito.

Todo dia surge um novo figurão para falar mal da operação. Daí se tira: pelo nível do mimimi, a Lava Jato chegou para arrasar com as figuras mais poderosas do país.

E a sobrevivência da operação depende do povo, porque desse ponto a operação só escapará se o povo voltar às ruas. Na passividade em que todos se encontram agora, a LJ tem no máximo mais 6 meses de vida.

— —

Foto: Agência Brasil ABr

Imagem em Destaque