Vamos abordar primeiramente os pré-requisitos para ser Presidente da República Federativa do Brasil.

Para concorrer à Presidência da República, o candidato ou candidata deve cumprir alguns requisitos:

  • ser brasileiro nato. – OK
  • ter a idade mínima de 35 anos, completos antes do pleito – Aqui pode emendar a Constituição, moleza, sem problemas
  • ter o pleno exercício de seus direitos políticos (OBS. aqui dá pra dar um jeitinho em um grande acordo nacional)
  • ser eleitor e ter domicílio eleitoral no Brasil – OK
  • ser filiado a uma agremiação ou partido político – Moleza já tem 20 convites
  • não ter substituído o atual presidente nos seis meses antes da data marcada para a eleição. – Arriscado, mas com jeitinho dá

O goleiro Bruno preenche quase todos os requisitos igual a todos os demais candidatos!

Sobre aquele detalhe da idade e tal e de ter, “obrigatoriamente”, que estar em “pleno” exercício dos direitos políticos, o Congresso pode dar um jeitinho, permitindo que indiciados fiquem na linha sucessória presidencial (obrigado STF!) e por aí vai. Certamente que, continuado o atual rumo das coisas, em breve esse pequeno empecilho do pleno exercício dos direitos políticos, o Bruno estará totalmente capacitado para exercer a presidência.

Não existe problema que não seja resolvido no Brasil. Certeza que nada além das leis impede o Bruno de concorrer à presidência!

A outra medida que o Bruno precisa tomar é filiar-se a um partido político. Mamão com açucar! Tem pelo menos 20 partidos onde ele poderia se enturmar facilmente, isso não será problema algum.

Goleiro Bruno 2018!?? Será possível? SIM! Aqui é o Brasil!

 

— —

Foto: EBC Serviços – Repórter Brasil Onlin e via Wikimedia Commons

Imagem em Destaque