São Paulo – A equipe de web designers do G1 realizou uma verdadeira mágica na sua cobertura do carnaval 2017.

Após realizar 98934 inserções de notícias no início da página, os magos do design da Globo foram capazes de desaparecer com a delação espontânea de José Yunes, amigo de Michel Temer há 40 anos. As declarações de Yunes parecem implicar o ministro da casa civil Eliseu Padilha e o escândalo pode até causar a queda do governo, porém você precisará saber tudo sobre o carnaval antes de chegar até essa informação.

Yunes declarou que atuou como “mula involuntária” para Eliseu Padilha, tendo lhe entregado um envelope com R$ 1 milhão em espécie sem saber o que havia dentro do envelope.

As informações podem ser conferidas no Estadão, onde a notícia está no topo da página principal, diferente do redesign efetuado na página do G1 que preferiu efetuar 27643 inclusões sobre o carnaval antes da notícia que pode derrubar o governo Temer.

Como a imagem do G1 teve que ser demasiadamente longa, para podermos chegar até as notícias sobre o governo Temer, teremos que prosseguir com este texto, inserindo conteúdo lúdico, como este atual parágrafo, de modo a tentar atingir o fim da longa imagem que revela toda a magia da equipe da Globo na cobertura de notícias importantíssimas sobre o carnaval 2017.

Tendo já conseguido fazer mágica do semi-embaçamento da notícia com o escândalo da nomeação de Moreira Franco para um ministério criado exclusivamente para ele, o que lhe garantiu foro privilegiado, a Globo também conseguiu a peripécia de não dar aquele merecido destaque ao rombo de 170 bilhões em 2016 e também tem preferido não dar tanto destaque ao incêndio que ocorreu na sede da Polícia Federal onde estão os documentos da operação.

Bastante reservada e seletiva em seu conteúdo, a Globo tampouco quis dar demasiado destaque ao fato do acidente aéreo que matou o ministro Teori Zavascki ser muito esquisito.

Outra questão que a Globo optou por não exaltar por demasiado foi a sabatina informal ocorrida no Lago Paranoá, onde senadores e o agora ministro confirmado do STF Alexandre de Moraes se encontraram antes da sabatina oficial no Congresso.

Por fim, em uma minúscula nota, ao fim de 78923 fatos sobre o carnaval, e depois de clicar o botão “Leia Mais” por 6754 vezes, chega-se à nota da excelente analista política, Cristiana Lobo, que revela que o governo Temer está por um fio.

Vale a pena conferir o comentário de Cristiana Lobo, em especial o seguinte trecho:

Porém, o governo não teria como evitar o assunto Lava Jato no centro do poder. Temer e seus principais assessores foram citados por delatores da Odebrecht e há também novas delações em curso que podem comprometer ainda mais o núcleo do governo.

Ou seja, mais dia ou menos dia, a Lava Jato bate à porta daqueles que se envolveram com financiamento ilegal de campanha. É apenas questão de tempo.

Ufa! Com tanto trabalho de design gráfico, pensamos que você nem ia ver essa notícia!!!

 

— —

Foto da porta-bandeira: Claudio Andrade / Agência Brasil ABr

Imagem em Destaque