Brasília – Cidadãos contentes com a nova obrigatoriedade de inspeções veiculares obrigatórias a partir de 2018 já começam a pedir mais intervenção estatal, com exames médicos compulsórios sendo a principal demanda da categoria. O TICs entrevistou a responsável pelo Movimento Mais Leis :

“Ainda não temos intervenção estatal suficiente em nossas vidas”, argumenta a ativista Debbi Loitts, diretora do MoML. “Precisamos mais obrigatoriedade de coisas, como exames aleatórios e blitz de saúde, por exemplo os agentes interceptam cidadãos e pedem exames relâmpago na rua como colesterol e TGP para ver se o cidadão andou consumindo bebidas alcoólicas, sempre com a justificativa muito positivamente intencionada de ser algo para nosso bem”, ponderou a Debbi Loitts.

Representantes do Ministério da Verdade já se manifestaram sobre a idéia e afirmam já existirem mais projetos obrigando os cidadãos a realizarem tarefas diversas.

“Vamos adestrar a população para obedecer 100% e não reclamar. Criando mais e mais obrigações vamos preenchendo o tempo livre que os cidadãos teriam para reclamar do serviço público, assim melhorando tudo para todos”, explica o inspetor do Ministério da Verdade Vindemaes Rholles.

Exames Obrigatórios

A missão estatal é zelar pela saúde do cidadão e blindá-lo de todos os males possíveis. Assim, após proibir as facas, as armas, as pedras, os bats de beisebol e paus em geral além de bolsas demasiadamente pesadas para mulheres, que poderiam ser usadas como armas, o Estado agora irá lançar um novo programa de exames médicos obrigatórios.

Para os homens serão instaladas Unidades de Pronto Toque em todas as regiões administrativas dos principais municípios brasileiros. O Dr. Gláucio Pinntto, responsável pelo programa, explica:

“Serão instaladas Unidades de Pronto Toque para realização de exames de toque e cadastramento de biometria e perfil proctológico, para termos assim um levantamento da quantidade correta de impostos que poderemos aplicar a cada cidadão sob medida”, explica o Dr. Pinntto.

Denetran Realizará Blitz Educativas

Visando garantir a segurança no trânsito e combater as mortes por acidentes, o Denetran realizará amigáveis blitz veiculares diárias em caráter 24 horas por dia com aplicação massiva de multas. Segundo o inspetor Luislindo Darffs, a campanha Caixinha de Dezembro tem como intenção garantir a paz no trânsito:

“É, vamos multar geral e cobrar a aplicação das inspeções veiculares de 2 em 2 meses a partir de agora e também serão vistoriados todos os veículos por meio de campanha de blitz de trânsito com aplicações recorde de autuações e operações adestradoras visando reduzir o número de mortes no trânsito para proteger a população”, explicou.

A população aplaude as novas iniciativas estatais e pede um pouco mais de leis para proteção da população e para evitar mortes no trânsito.

Segundo Darffs a aplicação de R$ 734 bilhões em multas em 2017 garantiu uma redução de 0,04% nas mortes no trânsito, mostrando que a intenção das autoridades realmente é zelar pelo bem coletivo.

Ministério de Finanças Terá Programa Próprio

O Ministro de Finanças Dr. Joweslenley Baptissta afirma que o MF poderá criar programa semelhante ao de exames obrigatórios, visando garantir a saúde das contas públicas e reduzir as mortes no trânsito. Segundo o ministro, ações para proteger a população já estão sendo implementadas:

“Vamos aumentar os impostos, o gás, a água, a eletricidade, a gasolina e vamos eliminar a aposentadoria de trabalhadores visando proteger a população, melhorar a saúde social e, claro, diminuir as mortes no trânsito. Também participaremos da campanha de exames médicos obrigatórios em blitz, observando a coleta biométrica proctológica por meio da qual saberemos quantos impostos serão criados em 2018”, explicou.

O governo estima que por meio dessa campanha a arrecadação poderá bater recordes ainda em 2018.

Imagem em Destaque