Em seu primeiro rompimento com o governo Dilma desde a noite de ontem, de acordo com o jornalista Diego Escosteguy Eduardo Cunha lançou sobre Brasília uma nova bomba atômica: rompeu relações com o governo Dilma em caráter irrevogável até que o governo lhe apresente motivo para revogar. Na última ocasião, de fundo semelhante, a única oferta que mudou a decisão de Cunha foi o governo apoiar a construção de uma nova feira do Congresso Nacional dentro de um shopping dentro do Congresso Nacional. Como todos sabem, o Congresso não é fã da segunda-feira, logo a nova feira seria da quarta em diante.

“Quem entende das coisas sabe que com ex-Cunhado não se brinca. Por intermédio da ex-Cunhada, ele sabe tudo a seu respeito.”, disse um analista da Friedenberg Consultores. “Agora o governo tem uma bancada inteira de ex-Cunhados”.

A análise encontra ressonância com outros líderes partidários do núcleo político do PMDB no Congresso. O assessor parlamentar Roger Simões Paiva, lotado no Posto 3 de Copacabana e insider trader há mais de 30 anos, confirma que o novo rompimento de Eduardo Cunha pode significar um dia turbulento para os mercados financeiros.

“Vai dar circuit breaker na Bovespa. Com o petróleo a U$ 50, dólar em canal de alta, Petrobrás pagando dívidas de R$ 1,6 bilhões à Receita Federal, e agora esta bomba política do Eduardo Cunha, nos dão motivos de sobrar para corrermos apavorados. Hoje em Brasília reina a música da banda Iron Maiden: Run to the Hills!”

Contudo, alguns analistas encontram-se mais otimistas com o cenário para o mercado desta sexta-feira 17/7. Plínio Bertielli, trader individual que administra R$ 2850,00 em fundos, está bastante otimista com os mercados.

“Estou com 1 milhão de PUTs da Petrobrás com vencimento para segunda-feira. Com a bomba que será o mercado hoje, vou ficar rico! Fecha abaixo de R$ 11!!!!”

Há, no entanto, unanimidade em Brasília: 10 em cada 10 analistas consultados acreditam que hoje os comprados e a Dilma não dormiram.

Imagem em destaque: Mr Burns ©1999 20TH CENTURY FOX FILM CORP.

Imagem em Destaque