Cientistas acabam de anunciar a descoberta de um novo estado da matéria, os chamados cristais temporais.

Toda a matéria encontra-se em movimento, exceto quando chega ao zero grau absoluto, situação na qual não há energia suficiente para os átomos se moverem.

No entanto, foi descoberto um novo tipo de cristal que permanece em movimento mesmo aos zero graus. Tal movimento ocorre sem dispêndio de energia, fato que contraria as leis da física. Os cientistas então chegaram a uma conclusão realmente revolucionária: trata-se de um novo estado da matéria.

Os cristais não estão verdadeiramente movendo-se, mas sua estrutura varia não só no espaço como também no tempo. Em outras palavras, o cristal temporal não encontra-se em movimento, ele simplesmente é um cristal diferente de acordo com o momento com que é observado.

Os cristais temporais também vem sendo chamados de cristais de 4 dimensões ou cristais orientados a espaço-tempo.

Existem propostas para tentar utilizar o efeito de espaço-tempo desses cristais para armazenamento de informações, dando origem a uma forma inovadora de computador relativístico.

Outra conclusão bastante filosófica obtida a partir do estudo é que esses cristais permaneceriam em mutação, mesmo caso toda a energina do universo cessasse de existir, ou seja, na morte térmica do universo esses cristais continuariam a oscilar, o que para alguns físicos teóricos possui enorme significância.

Os primeiros cristais temporais foram cientificamente comprovados em Outubro de 2016, na Universidade de Maryland.

Referência

Science Alert

 

Imagem: Wikipedia

Imagem em Destaque