Há algumas décadas existe a proposta e tornar o calendário fixo. Seriam 13 meses de 28 dias com o dia de ano novo reservado para um feriado fora dos demais meses. A idéia é racionalizar o ano calendário, visto que o nosso sistema atual foi decidido pelo papa Gregório em 1582 com base em princípios políticos e religiosos (e não em quesitos científicos).

Aquilo que chamamos de “calendário” nada mais é que uma representação de uma volta completa do planeta Terra em torno do Sol. Trata-se de uma forma de organização que encontramos para dividir esse trajeto em espaços de tempo. Ou seja, somos livres para dividí-lo como bem entendermos.

A realidade é que o calendário Gregoriano, que é o que utilizamos na atualidade, não faz o menor sentido. Você sabe por que Julho e Agosto tem 31 dias? Porque dois imperadores de Roma, Augusto e Julio Cesar não queriam que o mês que leva seu nome tivesse menos dias que o do outro. Quem decidiu as datas dos feriados? Foram todos processos políticos! Na modernidade se faz por meio de lei, mas na antiguidade eram decretos papais ou dos próprios imperadores.

Em resumo: o calendário nada mais é que uma convenção, um acordo feito entre povos para chamar o dia X do ano de “algum nome”. Na época não foi bem um “acordo” – aqueles que discordavam teriam um fim bastante trágico nas mãos dos carrascos.

Assim surge uma proposta mais racional : dividir o ano em 13 espaços iguais de 28 dias, com o ano novo sendo tratado separadamente como um feriado global que não tem mês atribuído.

Toda nossa forma de pensar no tempo mudaria. Seu aniversário seria sempre no mesmo dia, o dia de pagamento seria sempre o mesmo. Fevereiro sempre terá 28 dias e a programação de sistemas ficará muito mais fácil: decidir meses e anos será feito facilmente usando a aritmética módulo 28.

Curiosidade: Várias empresas utilizam ou já usaram esse calendário internamente para simplificar sua logística! Os supermercados Sainsbury da Inglaterra usam esse sistema e, de 1928 a 1989 a Kodak também usou o calendário fixo.

Bônus: O ano passaria a ter 13 sextas-feiras 13…

sKQ6dbD