Encerrando um pregão monótono e de baixo volume, a corretora Ativa enfrentou bravamente o poder de fogo da Merrill Lynch. Com mais de R$ 32 milhões vendidos apenas nesta segunda-feira, a instituição brasileira não foi capaz de superar a operação de compra da concorrente estrangeira, que atingiu mais de R$ 42 milhões.

Conforme vazado anteriormente por fontes desconhecidas, a Merrill poderia até comprar todas as ações PETR4 mas teria mantido a discrição devido à tendência global das pessoas permanecerem discretas.

Deve-se observar, por exemplo, o caso do piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello que optou por permanecer atrás do Alemão visando assim chegar atrás do Alemão.

A história da qual todos os brasileiros realmente adoram se recordar repetiu-se tempos depois com o grande piloto brasileiro Felipe Massa que, ao ser avisado de que o piloto espanhol Fernando Alonso era mais veloz que ele, rapidamente trabalhou para que fosse confirmado o fato de Fernando Alonso ser mais veloz que ele.

Gráfico cortesia de www.MarketWatch.com

Tudo isso nos remete à constatação do Brasil encontrar-se no sexto lugar na tabela de medalhas do Pan 2015, fato que nos indica que existem 5 equipes à sua frente.

Assim, confirmamos que um cliente da Merrill Lynch adquiriu R$ 42.26 milhões enquanto o petróleo escorregava por entre os rabanetes e atingia o menor nível desde o último menor nível. Analistas apenas aguardam a subida ou descida do mercado no pregão do dia 14/7 de modo a confirmar ou negar fatos que poderão ser posteriormente questionados.

Imagem em Destaque